CEPID

Atividades

Divulgação

Serviços

Radicais Livres no metrô

Autores: Maria Célia Wider

22/12/2016
Campanha de divulgação científica leva temas do CEPID Redoxoma para público geral

A partir do dia 10 de janeiro, passageiros das linhas verde e vermelha do metrô de São Paulo encontrarão nos vagões dos trens cartazes com ditados populares como “velho que se cuida cem anos dura”, “devagar se vai longe”, “diz-me o que comes e te direi quem és”, “é melhor prevenir do que remediar”, e a pergunta: “você concorda?” Nos mesmos cartazes, um código QR (ou o endereço livresradicais.iq.usp.br) levará os curiosos para o site Livres e Radicais - Química, vida, saúde e radicais livres, do CEPID Redoxoma.

diz-me o que comes e te direi quem és

No site, cada ditado é associado a um tema da área redox pesquisado pelos cientistas do Redoxoma. Responsável pela campanha, a professora Carmen Fernandez, do Instituto de Química da USP e Coordenadora de Educação e Difusão de Conhecimento do CEPID Redoxoma, explica que o objetivo é atrair a atenção do público em geral para a temática de processos redox, considerada difícil, por meio de assuntos de interesse, como envelhecimento, dietas, poluição atmosférica e exposição solar.

Além de Fernandez, o professor Guilherme Marson, do IQ-USP e membro do Redoxoma, participou da escolha dos ditados, da elaboração dos cartazes e do site. Os textos do site são do pesquisador Ignacio Amigo, que fez pós-doutorado no laboratório da professora Alicia Kowaltowski, também membro do Redoxoma.

Por que esse ditado faz sentido?

Esta é a primeira pergunta que os interessados vão encontrar ao acessar cada um dos ditados no site. A partir daí, os textos de Ignacio Amigo trazem informações sobre a relação entre longevidade e estilo de vida; sobre dietas e como elas interferem com a regulação do nosso organismo; sobre os efeitos da poluição atmosférica na nossa saúde; e sobre os raios solares e por que as ondas visíveis também têm efeito nocivo para a pele.

“Começamos com uma explicação genérica sobre o ditado, vamos aprofundando, com o uso de linguagem mais científica, e, para quem tiver interesse, finalizamos com um link para um artigo científico do grupo Redoxoma”, explica a pesquisadora.

Além disso, para cada ditado há uma seção chamada “Como os cientistas sabem disto?”, com uma explicação mais detalhada sobre como são realizadas as pesquisas científicas.

diz-me o que comes e te direi quem és

A campanha faz parte do projeto Semear Ciência, do Governo do Estado de São Paulo e dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs), apoiados pela FAPESP. O Metrô de São Paulo oferece aos CEPIDS espaços dentro dos vagões que não foram ocupados com propaganda. Na campanha do Redoxoma, serão 200 cartazes, que ficarão em exposição por dois meses.


Fale Conosco




Todos os campos são obrigatórios.


Enviando...

Fechar formulário